Setor da construção civil é quem lidera com 331 contratações
Por Folha Web

Roraima obteve índice positivo em agosto (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

Roraima obteve 700 novos postos de trabalhos formais no mês de agosto, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O setor da construção civil é quem lidera com 331 contratações e o comércio em segundo lugar com 185 novos postos de trabalho.

De acordo com informações do Caged, Roraima obteve 2.093 mil admissões e 1.393 desligamentos em agosto, o que resultou em um saldo positivo de 700 novos postos de trabalho. 

Segundo o secretário estadual de Planejamento, Diego Prandino, grande parte do crescimento se dá pela retomada da economia tendo em vista a reabertura do comércio. A perspectiva é de melhorar principalmente nos últimos meses de 2020.

Para Prandino, a tendência é que chegando as festas de fim de ano, Natal e Ano Novo, o comércio aqueça novamente e com mais pessoas na rua, os outros setores acabem também contratando mais.

“Normalmente, no primeiro trimestre, nós não temos um resultado tão bom por conta da demissão dos temporários, que são contratados para as compras do final de ano. É no final do ano que costumamos ter um aumento. Nós próximos quatro meses, a expectativa é que a gente supere os cerca de 2 mil postos de trabalho criados no ano passado”, afirmou.

Índice de admissões e demissões na região norte no mês de agosto de 2020 (Foto: Divulgação Caged)


AVALIAÇÃO ANUAL - O resultado de agosto também contribuiu positivamente para a avaliação de empregos gerados em 2020. Agora, no acumulado do ano, Roraima obteve 14.594 admissões e 13.992 desligamentos. Com isso, o Estado obteve um saldo positivo de 602 postos de trabalho.

“Roraima estava com o índice negativo na geração de postos de trabalho até o mês passado. Agosto foi determinante para que Roraima saísse de um índice negativo de geração de postos de trabalho para um acumulado positivo”, reforça Prandino. 

Para o secretário, a possibilidade é de que Roraima supere os índices de 2019, quando o estado foi considerado o que mais gerou empregos no país em termos relativos. 

“Isso mostra que a gente está no caminho de até superar a geração de empregos do ano passado. Roraima foi o estado que mais gerou empregos em termos relativos no ano passado e este ano a gente caminha para o mesmo resultado”, completa.

Acumulado do ano na região norte (Foto: Caged)